As razões que te impedem de tomar decisões


Acabam por ficar presos na crítica, porque não conseguem decidir. Perdem dias, semanas, meses e anos na indecisão. Criam e voltam a recriar a afirmação “não sou suficientemente bom”, não se sentem merecedores e vão enfraquecendo o seu poder interior.

5 razões que te fazem ficar preso na indecisão:

Adiar sucessivamente por medo de estar errado ou cometer erros “Talvez amanhã seja melhor”,Este ainda não é o momento certo” ,“Quando conseguir… então irei avançar”. Não realiza por medo. Medo de dar voz a quem é. Medo de descobrir ser bem melhor do que aquilo que imagina. Fica preso na indecisão, para que seja outro a decidir e assim descartar toda a responsabilidade se não der certo. Quantos de nós sabíamos que estávamos numa relação tóxica, que não iria resultar, e mesmo assim se deixou ficar?

Este é o momento de assumir o controlo pela tua vida!

Procurar a resposta fora Todos nós procuramos amor, e essa procura de amor fora de nós, faz com que estejamos sedentos de aprovação do outro. Andamos à deriva sem saber que porta abrir. Não sabemos se o pai, mãe, companheiro, chefe, amigos irão aprovar. Então é fácil cair na armadilha de perguntar uma e outra vez ao outro

Amar e aprovar quem és – promove o caminho mais simples para descobrir as respostas, e tomar as decisões que te parecem mais certas no momento.

Parar de procurar o amor fora para que o encontrares dentro de ti.

É mais confortável ficar com o que conhece, mesmo que signifique permanecer no sofrimento Viver uma vida medíocre é fácil, não necessita de coragem. Não precisa de se cansar, fazer nada diferente, permanece com os mesmos resultados medíocres e com uma vida sem sentido ou significado. É mais confortável. Viver uma vida brilhante requer correr riscos, sair da zona de conforto, investir em algo diferente. Não existe nada mais corajoso do que a capacidade do ser humano de se reinventar e construir novas formas de estar e viver.

A única coisa que necessitas é de estar disposto a fazer pequenas mudanças para sair da inércia. As grandes mudanças começam sempre com pequenos passos.

Não permitir dar voz ao que realmente deseja A verdade é que temos um medo incrível de dar voz à nossa verdade. Estamos treinados para resistir aos nossos impulsos e desejos mais profundos. Uma grande vontade e desejo de realizar pode ser aterrador. Depois de muito tempo a ter resultados pobres, de repente dar voz e cor aos desejos parece algo difícil. É a desculpa usada para mais uma vez adiar e não escutar os desejos mais profundos. Infelizmente, quando deixas de dar voz aos teus interesses estás a reprimir quem és. Não acreditas no teu próprio poder, e no poder da tua realização. Ficas muito além dos teus sonhos a navegar no mundo do desejo.

Passar da mente para a acção. Afirmar o que desejas e realizar, sem esperar a perfeição para avançar.

Manter-se sozinho Todos estamos cá para nos ajudarmos uns aos outros. Lá fora existe alguém que deseja algo tanto como tu. Descobre a tua comunidade em que juntos crescem e evoluem. Permanecer sozinho e isolado pode significar permanecer em velhas portas, preso em velhos padrões. Compromete-te com os teus desejos e encontra outras pessoas que te inspirem e sirvam de oxigénio para a acção. Estamos sempre a crescer e a abrir novas portas. Todos nós – juntos, somos o combustível, para que cada um seja aquilo que veio para ser.

Encontra a tua comunidade e respira do seu oxigénio.  

Da próxima vez que te encontres preso na indecisão, pára por um segundo e afirme com entusiasmo “SIM, eu tomo as melhores decisões”. Repete as vezes que forem necessárias cada vez com mais entusiasmo. É uma forma extraordinária de mudar o teu modo e trazer mais clareza, confiança e alegria. Adoraria saber em que áreas sentes maior indecisão? ou O que é que te ajuda a ultrapassar as tuas resistências e tomar decisões poderosas, o que fazes para lá chegar?

Ana Rita Costa

0 views

Subscreve a minha newsletter

Coaching

Vídeos

Política de Privacidade

Contactos

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube